Conheça 7 temperos sátvicos: saiba quais são e suas propriedades


temperos dispostos um ao lado do outro

Para quem busca um pouco do conhecimento do Ayurveda, a Medicina Indiana de Saúde e Longevidade, já se deparou com uma série de recomendações que, basicamente, visam criar uma mente sátvica, ou seja, uma mente em equilíbrio com a natureza e o Universo.

Para isto, além de diversas práticas há também um extenso estudo a respeito de alimentos adequados para uma dieta sátvica, aquela que não perturba a mente e não causa doenças ao corpo físico. Para detalhes sobre os Gunas e a alimentação o artigo Entenda o que é o conceito dos Gunas na alimentação Ayurvédica traz um bom panorama sobre o assunto.

A comida sátvica é cheia de vida, provê energia, estabilidade, equilíbrio, bem-estar, determinação. São os alimentos frescos, livres de toxinas, de fácil digestão, preparados de forma tranquila e que devem ser mastigados sem pressa.

Frutas e legumes orgânicos, sementes, oleaginosas, iogurte e leite orgânicos, ghee, grãos, adoçantes naturais como açúcar mascavo e mel fazem parte da lista de alimentos com qualidades sátvicas.

O que muitos não sabem é que os temperos

e especiarias também têm qualidades sátvicas,

rajásicas ou tamásicas.

Exemplos comuns de especiarias sátvicas são: gengibre fresco, açafrão, manjericão, cardamomo, cominho, canela, coentro, erva-doce, feno-grego, assafétida (Hing), noz-moscada, salsa, cravo, alcaravia, pimenta do reino (com moderação).

Pimenta, cebola, alho, páprica são considerados temperos rajásicos e tamásicos devendo ser evitados.