Conheça 7 Símbolos Hindus: origem, significado e o que representam


Símbolos são sinais que representam algo concreto ou abstrato. Eles fazem parte de nossa vida diária sendo comuns em todas as esferas da existência. Por exemplo, no transito há símbolos e placas que indicam ao motorista e pedestre orientações sobre o tráfego.

Com o advento da internet, os símbolos viraram parte da comunicação. Recentemente, um estudo da Universidade de Bangor, no País de Gales, constatou que quatro de cada dez mensagens enviadas por meios eletrônicos atualmente são formadas apenas por emojis!

Na esfera religiosa, símbolos também são abundantes especialmente na tradição hindu e budista. Divindades são representadas com inúmeros símbolos, cores, detalhes e mudras (gestos com as mãos). Além disso há símbolos que representam uma ideia, uma sílaba sagrada, um estado, o Cosmos, etc.

Veja também: Sanatana Dharma - saiba mais sobre o verdadeiro nome do Hinduísmo

Abaixo, compartilhamos um pouco dos símbolos hindus milenares mais populares. Vale a pena meditar e refletir em cada símbolo e alcançar seu significado e verdades mais profundas.

1. OM ou AUM (ॐ) O símbolo também conhecido pelos nomes Onkara e Pranava, é o símbolo mais popular do Hinduísmo. Representa um som/sílaba sagrada, comumente entoado no início da maioria dos mantras. Também representa a forma física do Senhor Ganesha.

Da mesma forma que o branco é formado

pela união de todas as faixas de luz, Om é a

união de todos os sons.

Isto porque "O" em sânscrito é pronunciado como o ditongo "AU". Todos os sons audíveis são produzidos no espaço entre o fundo da língua (A) e os lábios(M).

É dito que a sílaba representa também três divisões do Tempo: estado de vigília, estado de sonho, estado de sono profundo, e estado de samadhi (não dualidade). Estes estados são representados nas curvas e pontos conforme a seguir.

2. Swastika (卐) Apesar da infeliz apropriação do partido nazista, a Swastika é um símbolo milenar comum no hinduísmo e religiões asiáticas.

Em sânscrito, a palavra significa "aquilo que conduz ao bem-estar". No Hinduísmo, a swastika é mencionada nos Vedas, ela simboliza Brahma (o Criador), Surya (Sol) e é vista com frequência nas representações de Ganesha como simbolo auspicioso.

No Budismo, ela também aparece geralmente no peito, palma da mão ou sola do pé da imagem de Buddha.

Imagem de Buda no Templo Zu Lai, Cotia, São Paulo portando uma Swastika no peito

É dito que representa resignação.

Um fato curioso é que entre os hindus e jains, a swastika é usada na primeira página de livros de contabilidade, em portas e entradas.

3. Tilaka São marcas usadas na testa de um devoto na tradição hindu, sendo diferente do Bindi o ponto vermelho usado socialmente por mulheres casadas, cujo significado você pode conferir em O que significa o ponto entre as sobrancelhas: Bindi e o Ajna Chakra.

As tilakas verticais geralmente são usadas por Vaishnavas (devotos de Vishnu, o mantenedor).

Imagem Tilaka2: crédito

Outro tipo de Tilaka é aquela usada por devotos de Shiva, conhecida como Rudra-tilaka ou tripundra. Consiste em três linhas horizontais de um lado a outro da testa e uma linha vertical no meio ou um ponto.

Imagem Tilaka1: crédito

Do que são feitas?

As tilakas são desenhadas com materiais naturais como:

  • Pó Kumkum, também chamado de Vermillion é uma combinação de Açafrão da terra e Hidróxido de cálcio.

  • Açafrão da terra, o mesmo utilizado na cozinha.

  • Pasta de sândalo, chamado de Chandan, sendo utilizado também como um produto de saúde e beleza tendo propriedades anti-envelhecimento, efeito calmante em pele com acne e clareador de pele.

  • Vibhuti, também chamado de Bhasma, são cinzas sagradas, obtidas a partir de madeiras secas queimadas. Elas são utilizadas para controlar a energia física e também como um lembrete da mortalidade do corpo, por devotos de Shiva: o corpo que 'vestem' também virará pó em breve.

4. Shiva Linga

Linga em sânscrito quer dizer "Marca" ou "Símbolo". Shiva Linga é o símbolo que representa Shiva, Aquele que é Onipotente, onipresente, onisciente e sem forma.

Imagem: crédito

Na antiga escritura hindu "Linga Purana" é dito que Linga representa representa Aquele que não é captado pelos 5 sentidos, ou seja, não tem forma.

Em uma passagem do grande épico Ramayana, Senhor Rama louva Shiva em sua forma de Linga, em Rameshwaram, em sua tragetória de busca por Sita. É dito que o Senhor Rama enviou Hanuman a Varanasi (Kashi) para trazer a Shiva Linga para que ele pudesse louvar Shiva antes de partir para Lanka onde estava sua esposa raptada.

O símbolo é associado também à idéia de Brahmanda (ovo cósmico) e a Criação através da união entre Prakiriti e Purusha, forças femininas e masculinas da Criação. Representa Satya, Jnana e Ananta: Verdade, Conhecimento e Infinitude.

Existem inúmeras lingas espalhas pela Índia. É dito que a forma emana energia Shakti em forma de cura e positividade.

5. Lótus

É a flor de cor rosa associada de muitas formas aos deuses hindus. Alguns são vistos em postura de meditação (ásana Padmasana, no Yoga), sentado sob um flor de Lótus, como nas imagens de Brahma, o Criador.

Em outras imagens ela é vista em uma das mãos da deidade, como nas imagens de Lakshmi, a consorte de Visnhu. E no oceano cósmico de Seshanag, uma flor de lótus emerge do umbigo de Visnhu dando origem a Brahma.

A flor de Lótus representa o florescer, despertar, mesmo em meio às impurezas externas. Ela desabrocha a partir da lama sem deixar se contaminar por ela, encontrando a luz do Sol, não importa a circunstância.

Elas são utilizadas em oferendas em celebrações religiosas, e seu caule e sementes também servem de alimento em alguns jejuns ou e pratos especiais.

Nos Upanishads, o ser humano é representado como uma flor de Lótus tendo sete pétalas

6. Trishula

Associado ao Senhor Shiva e deidades como Durga, Ganesha, Hanuman, esta arma de três pontas representa a forma do Senhor proteger e restaurar o Dharma (retidão).

Imagem: crédito

Seu significado profundo representa o equilíbrio entre as forças de criação, preservação e destruição/transformação, conhecidas por Brahma, Visnhu e Shiva.

A arma também representa o equilíbrio entre os três Gunas: Satwa, Rajas e Tamas.

7. Árvore Banyan

Uma enorme árvore, chamada Vata, conhecida como a Árvore da Imortalidade que representa o mundo espiritual. É a árvore nacional da Índia e representa o próprio Hinduísmo. Seus ramos se espalham por todas as direções, tem raízes profundas e vivem por muitos séculos.

Árvore Banyan no Ashram de Swami Nithyananda: crédito

Vata simboliza a personalidade de líderes benevolentes que dão abrigo a todos. É dito ser morada de deuses e espíritos.

É conhecida por ser a árvore a qual Rishis (sábios) procuram para meditar.

Imagem Inicial: crédito

#símbolo #hindu #oque #representam #shiva #krishna #visnhu #marca #lótus #shivalinga #banyan #árvore #tridente #trishula #sadhu #oqueé #três #yoga #mestre #guru #indiano #símbolo3 #ganesha #oquesignificasuastica #oquesignificatridente #oquesignificasímbolodayoga #oquesignificao3

banner-portal-vedico.png

Criado com wix template - Copyright © 2016 - 2020 Portal de Notícias e Estudos da Índia. Todos os Direitos Reservados