Por que os eclipses são considerados inauspiciosos segundo os sábios da Índia?


Espiritualistas no mundo todo têm divulgado um misterioso eclipse que acontecerá nesta próxima quarta-feira, dia 31 de janeiro, onde será visto uma Lua Azul e Super Lua ao mesmo tempo, associando o fato à catástrofes e profecias.

Antes de tudo é preciso esclarecer que o nome Lua Azul é apenas um apelido dado a segunda Lua cheia do mês pelos astrônomos. Em geral, temos apenas uma Lua Cheia por mês e a segunda lua é apelidada Lua Azul.

E a Lua não fica azul!

A América do Sul, infelizmente, não irá presenciar o fenômeno. Ele será visto apenas na América do Norte e Central, Ásia Central e Oriental, Indonésia, Nova Zelândia, partes da Austrália, Alasca, Havaí e noroeste do Canadá.

O que são os eclipses de acordo com os sábios da Índia

Eclipses não são um fenômeno raro, eles acontecem ao menos duas vezes ao ano. No entanto, cada eclipse é especial e os sábios da Índia fazem algumas recomendações tanto para o momento do eclipse quanto para os dias que se seguem, considerando este período ideal para purificação, precaução, limpeza, introspecção e solidariedade.

Astronomicamente, quando o Sol, a Lua e a Terra estão todos na mesma linha, com a Lua ou a Terra no centro o que temos é um eclipse. Os eclipses são explicados pela história de Rahu e Ketu que contam a história do ego humano.

Nesta história é dito que deuses e asuras (demônios) bateram o oceano de leite a fim de retirar o néctar dele. (bater o leite refere-se ao processo manual de transformar o leite em manteiga, ou seja, ao bater o leite encontramos manteiga e outros derivados que são os tesouros contidos dentro dele).

Veja também: Por que templos hindus são fechados durante um eclipse?